Coronavírus | Como maternidades lidam com a doença na hora do parto

A COVID-19 ou Coronavírus ainda gera muitas incertezas na população, principalmente nas gestantes, mesmo que ainda não se tenha comprovado que o vírus pode ser passado da mãe para o feto durante a gravidez.

Mas e durante o parto? Como as gestantes e os bebês podem ser protegidos da infecção? Se você tem dúvidas quanto a isso, leia na íntegra o artigo feito pela equipe do Plano de Saúde Populares.

Veja também: Coronavírus | Cuidados especiais com pessoas do grupo de risco

Como está sendo a proteção do coronavírus nas maternidades

Mulher grávida tossindo com máscara - coronavírus

As maternidades ou hospitais estão sendo preparados para essa pandemia e muitas medidas estão sendo tomadas para a proteção das grávidas e de seus bebês.

Tudo é pensado como uma forma de diminuir os riscos de contaminação. O processo começa logo na triagem, como uma forma de impedir que a contaminação chegue da rua ao local onde o parto será realizado.

As gestantes também precisam se conscientizar de que essas maternidades também lidam com pessoas infectadas e que esses pacientes devem ser afastados das gestantes e de seus bebês, ou seja, devem ser isolados. Isso vale tanto para pacientes internados quanto para visitantes.

A rotina nessas maternidades também mudou com a chegada do Coronavírus e ao chegar à área de atendimento, a gestante deverá ser orientada com os protocolos de proteção individual. O uso da máscara é indicado no ambiente hospitalar e de convívio com as outras pessoas.

As gestantes também estão passando menos tempo internadas na maternidade, mesmo as que optaram por uma cesariana. A intenção é de haja a diminuição da circulação das pessoas.

O tempo de internação depende das condições em que a gestante se encontra. O recomendado é que essa gestante tenha uma alta mais precoce.

Quanto aos visitantes, agora pode-se ficar apenas um acompanhante no quarto em casos de internação do bebê, como acontece com os prematuros. O visitante deve estar equipado com máscara, avental e luvas.

Não são mais permitidas visitações comuns ao bebê, ficando permitida apenas visitações dos cônjuges das gestantes.

Os quartos são limpos sempre uma vez por turno.

Os leitos devem ficar espaçados por 1 metro ou mais. Nos casos de cesárea, que é um procedimento cirúrgico, o recém-nascido tem contato com a mãe logo que nasce e em seguida vai para o quarto com o acompanhante. Assim que a mãe tiver condições, também é transferida para lá.

No parto normal ou na cesárea, os riscos são os mesmos para essa época de pandemia. Se a paciente estiver sem os sintomas ou sem riscos de contaminação, não muda o tipo de parto.

Vale lembrar que as gestantes devem redobrar os cuidados para não se contaminarem, evitando aglomerações e reforçando as medidas de higiene pessoal.

Também pode te interessar: Engasgo Infantil | Conheça os primeiros-socorros e prevenção

As gestantes exigem cuidados médicos redobrados, ainda mais em tempos de pandemia. Faça agora mesmo uma cotação gratuita com a equipe do Plano de Saúde Populares e garanta uma gravidez tranquila e segura.

Simulação por WhatsApp

Receba tabelas de planos de saúde por WhatsApp

Simulador Ligar