Doação de Sangue | Conheça a campanha Junho Vermelho

A Campanha Junho Vermelho foi criada em 2015, como uma forma de incentivar a doação de sangue. O mês de junho é o que mais sofre com a falta de doadores devido ao frio e a menor propensão das pessoas em sair de casa para fazer uma boa ação. 

Além disso, a situação dos bancos de sangue ficou ainda mais crítica durante a pandemia de coronavírus, fazendo com que a campanha de doação seja mais importante do que nunca.

Hoje, a equipe do Plano de Saúde Populares irá te mostrar como doar sangue e o quanto isso é importante para salvar vidas.

Veja também: Check-up | Entenda a importância de fazer um e os exames necessários

Requisitos básicos para a doação de sangue

Homem apertando almofada de doação de sangue

Para ser um doador de sangue, existem algumas regras: 

  • Apresentar um documento de identificação com foto; 
  • Ter pelo menos 50 kg; 
  • Estar com a saúde em dia, aqueles que apresentarem sintomas respiratórios e febre devem esperar 30 dias para doar.
  • Não estar em jejum no dia da doação e evitar alimentos gordurosos
  • Possuir de 16 a 69 anos, sendo que os menores precisam da autorização dos pais. 
  • Em relação ao Covid-19, pessoas que tiveram contato, há menos de 30 dias, com casos suspeitos ou confirmados de COVID-19 não podem doar antes desse período;

Como doar? 

Doar sangue é algo rápido e fácil, bastando ir à uma unidade de coleta de sangue e verificar se está dentro dos requisitos que permitam a doação. 

Intervalo entre doações de sangue

Os homens podem fazer doações de sangue de 2 em 2 meses, sendo que a quantidade máxima de vezes para fazer isso é de 4 vezes por ano, já as mulheres podem doar de 3 em 3 meses, com, no máximo, 3 doações por ano

Quantidade de cada doação 

Uma pessoa pode fazer uma doação de até 450 ml de sangue.   

Cuidados depois da doação de sangue 

Depois de fazer a doação é preciso: 

  • Tomar uma maior quantidade de líquidos, principalmente água; 
  • Evitar fazer qualquer tipo de esforço físico exagerados durante 12 horas; 
  • Evitar fumar 2 horas antes; 
  • Deixar o curativo por, no mínimo 4 horas; 
  • Evitar dirigir veículos grandes. 
  • A dica é comer um lanchinho e beber uma boa quantidade de água, para se manter forte durante o dia; 

Doação de sangue durante a pandemia 

A Campanha do Junho Vermelho é ainda mais importante neste ano, devido à pandemia do COVID-19. Com o isolamento social, a quantidade de doações espontânea fica bem reduzida.

Assim, os estoques se mantêm em níveis críticos e prejudica o tratamento de várias pessoas que precisam de transfusões.

O objetivo dessa campanha é o engajamento de todos para elevar o número de doações no país e ajudar no desenvolvimento da solidariedade

Durante a epidemia do coronavírus, as unidades de coleta de sangue para doação continuam abertas e contam com um esquema de segurança mais rígido. Os atendimentos seguem todas as orientações de proteção do Ministério da Saúde e da OMS. 

As doações são agendadas para que as pessoas que vão doar se sintam mais seguras e confortáveis. É importante lembrar que há diversos pacientes que estão se tratando nos Centros de Hemoterapia e precisam da transfusão para continuarem vivendo. 

Todos os dias, é possível encontrar pessoas que estão precisando de transfusões. É por isso, que a doação é fundamental, mesmo que não tenha ninguém próximo precisando. 

Agendamento 

Para evitar aglomerações durante o isolamento, as pessoas podem entrar em contato com as fundações que fazem a coleta de sangue e agendar sua doação.

Também pode te interessar: Telemedicina | Conheça mais sobre ela e seu funcionamento

A pandemia aumentou ainda mais a necessidade de atendimentos médicos de qualidade, por isso, faça agora mesmo uma cotação gratuita com a equipe do Plano de Saúde Populares e garanta suporte para você e sua família!

Simulação por WhatsApp

Receba tabelas de planos de saúde por WhatsApp

Simulador Ligar