Infecções Respiratórias: saiba como fazer a prevenção e tratamentos

Normalmente, as Infecções Respiratórias são causadas por vírus ou bactérias e são passadas de pessoa para pessoa.

A transmissão pode ocorrer por meio de qualquer secreção no ar e pelo contato direto das mãos com objetos ou pessoas que estejam infectados com os microrganismos que provocam as infecções. 

Algumas das mais comuns são a gripe, os resfriados, a sinusite, otite, laringite, faringite, amigdalite, bronquite, tuberculose e pneumonia

Hoje, a equipe do Plano de Saúde Populares irá te mostrar como evitar se contaminar por essas infecções e como é o tratamento para algumas delas, confira:

Veja também: Coronavírus | Cuidados especiais com pessoas do grupo de risco

Cuidados com as Infecções respiratórias

Homem com bombinha de asma - infecções respiratórias

As pessoas que têm doenças respiratórias crônicas apresentam mais chances de adquirir uma infecção respiratória e sofrer com crises. Alguns dos sintomas são falta de ar, tosse, catarro e cansaço em excesso.

Nesses casos, o recomendado é utilizar os nebulizadores e os broncodilatadores, para amenizar alguns sintomas e não piorar o quadro.  

As narinas precisam ficar sempre limpas para hidratar e impedir sangramentos, facilitando a entrada bactérias e fungos. O ambiente de casa deve ter sempre uma boa ventilação, manter os ar-condicionados sempre limpos e deixar o local umidificado. 

Tratamentos 

O tratamento vai de acordo com a causa e o estágio em que a infecção se encontra. Normalmente, é recomendado manter repouso, se hidratar bem durante o dia e tomar analgésicos e antitérmicos

Já os antibióticos, são recomendados quando se trata de uma infecção bacteriana. Nesses casos, a pessoa pode ter febre alta e a infecção pode durar por mais de 7-10 dias, podendo desenvolver uma pneumonia.

Existem também os antifúngicos, que são indicados para os casos em que há suspeita de infecção por fungos

Quando os pacientes têm que ficar internados no hospital, eles podem precisar fazer uma fisioterapia respiratória para eliminar as secreções pulmonares e melhorar a respiração. 

Prevenção 

Como as infecções respiratórias não são transmitidas só pelo ar, é importante manter as mãos sempre limpas. Elas podem ser lavadas com água e sabão e podem ser desinfetadas com álcool em gel quando se estiver em locais públicos. 

Também é recomendado evitar ficar no meio de aglomerações e com muitas pessoas em local fechado. Ambientes cheios de pessoas são mais propícios para contrair infecções.

Por isso, o ideal é ficar em locais arejados e iluminados, para diminuir a quantidade de micro-organismos. Também, é importante ficar longe de locais com excesso de umidade, que estejam com muitas partículas de poeira ou com mofo e ácaros

Quem fuma tem maior probabilidade de desenvolver de infecções respiratórias, pois o hábito pode levar à irritação da mucosa, inflamação das vias aéreas e perda imunológica. Mesmo aqueles que convivem com fumantes, podem sofrer dos mesmos males. 

O corpo deve ficar sempre bem hidratado e ter uma boa alimentação para manter uma boa imunidade. O ideal é consumir pelo menos 2 litros de líquidos por dia e não se esquecer de comer vegetais, grãos e frutas com antioxidantes

Também pode te interessar: Vacinação contra a gripe | Saiba todos os detalhes da campanha de 2020

Mesmo com tantos cuidados, pacientes com doenças respiratórias crônicas precisam sempre de acompanhamento médico, além de necessitarem de hospitais que ofereçam atendimento emergencial de qualidade.

Sendo assim, faça agora mesmo uma cotação gratuita com a equipe do Plano de Saúde Populares e garanta conforto e segurança para você e sua família.

Simulação por WhatsApp

Receba tabelas de planos de saúde por WhatsApp

SIMULADOR LIGAR