Rinite Alérgica | Descubra as causas, sintomas e tratamentos

A rinite alérgica pode ocorrer sazonalmente ou durante o ano todo. Ela é o resultado de uma resposta exagerada do corpo em contato com algumas substâncias, em que o organismo pode identificar como estranhas.

É uma doença inflamatória nas mucosas do nariz, por ser considerada uma doença crônica, muitas pessoas sofrem diariamente com os efeitos dela, assim, cerca de 10% a 25% da população sofre com ela.

Se você é uma dessas pessoas que sofrem com esses sintomas ou que apenas quer saber mais sobre os sintomas da rinite alérgica e algumas dicas para aliviá-los, confira o artigo feito pela equipe do Plano de Saúde Populares:

Veja também: Enxaqueca | Saiba tudo sobre os sintomas e como aliviá-la

O que causa a rinite alérgica

Mulher espirrando - rinite alérgica

A poeira doméstica pode ser a principal responsável pela rinite, já que ela carrega componentes como: restos de pelos de animais, descamação da pele humana ou de animais, restos de insetos, bactérias, fungos e ácaros.

Por falar em ácaros, esses seres são micro-organismos vivos, que se adaptam muito bem em um ambiente doméstico ou que se proliferam com facilidade em ambientes úmidos.

Os ácaros se acumulam também em colchões ou em estofados, possuindo proteínas que estão presentes no seu corpo ou nas fezes, sendo extremamente alergênicos nas pessoas, principalmente nas que estão predispostas à rinite alérgica, resultando em sintomas que pode durar o ano todo.

Durante a primavera e início do outono, o risco de aparecimento dos sintomas da rinite se torna maior, justamente pelo aumento de transporte do pólen das flores pelo ar.

Os sintomas

Quanto maior a exposição aos alérgenos, maior e mais intensos serão os sintomas, sendo eles: edema da mucosa que leva á uma obstrução nasal; coriza; febre, muitos espirros em sequência; coceira no nariz, na garganta ou no céu da boca e nos olhos.

A rinite alérgica também pode estar associada à asma, otites médias, sinusites e roncos.

Como aliviar a rinite alérgica

A rinite alérgica não tem cura, no entanto, algumas medidas como cuidados com uma higiene do ambiente, uso de medicamentos e aplicação de vacinas antialérgicas, podem ajudar a prevenir ou controlar as suas crises.

O ambiente de uma pessoa que tem rinite deve estar sempre bem ventilado, iluminado e sempre cuidadosamente muito limpo.

A prevenção é sempre o melhor remédio. Nunca use vassouras ou espanadores. Lave as roupas de cama pelo menos uma vez por semana e as roupas que estão guardadas por algum tempo, devem ser lavadas também.

Adote um estilo de vida saudável, através da prática de atividades físicas. Não fume, beba sempre com moderação e alimente-se de forma adequada. Tome muita água.

Nunca se automedique e sempre ouça a orientação de um médico especialista nesse assunto. O controle da rinite alérgica é amparado em 3 pilares que são: controle ambiental, tratamento farmacológico e a imunoterapia.

Mantenha o seu ambiente sempre arejado e use capas impermeáveis em colchões ou travesseiros. A rinite alérgica pode ter características hereditárias e mesmo que nenhum dos pais a manifeste, ela pode se manifestar nos filhos.

Por fim, evitar o contato com alérgenos é a forma mais conhecida de ficar livre dos sintomas.

Também pode te interessar: Homeopatia | Descubra como ela funciona e seus benefícios

No caso de doenças crônicas ou emergências, é importante contar com médicos de confiança e hospitais renomados. Portanto, faça agora mesmo uma cotação gratuita com nossa equipe e garanta o melhor atendimento pra você sua família!

Simulação por WhatsApp

Receba tabelas de planos de saúde por WhatsApp

Simulador Ligar