Saiba como identificar os principais sintomas da enxaqueca e trata-los

A enxaqueca é um problema que atinge cerca de 15% da população brasileira

Mais do que uma dor de cabeça comum, a enxaqueca é um problema crônico que pode vir acompanhada de outros sintomas. Pode parecer um problema comum, mas caso a frequência seja muito grande o ideal é procurar ajuda médica para um tratamento mais efetivo.

Os efeitos da enxaqueca podem ser confundidos com outras doenças, já que eles são muito diversificados entre si. As causas para essa dor, além do fator genético, também podem variar muito de acordo com o organismo da pessoa atingida.

Os diagnósticos também não são feitos por exames específicos, mas sim por avaliação médica dos sintomas descritos pelo paciente. Por isso é tão importante saber identificar os sintomas da enxaqueca e relatar o mais cedo possível ao seu clínico.

Conheça aqui um pouco mais sobre esse problema.

Enxaqueca

Sintomas da enxaqueca

A enxaqueca pode causar diferentes sintomas na pessoa que sofre do problema. O principal deles é uma dor de nível moderado ou alto na região da cabeça. Essa dor pode e tende a se manifestar em diferentes regiões do crânio, sempre com a tendência de manifestar uma sensação pulsante.

As crises normalmente duram entre 4 e 72 horas, e durante esse período o ideal é tentar aliviar os sintomas. A fotofobia (aversão a luz) e a fonofobia (aversão a barulhos) também são sintomas comuns para pessoas que sofrem de enxaqueca. Confira mais alguns abaixo:

  • Visão turva
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Agitação
  • Irritabilidade
  • Mal estar

Por isso que a enxaqueca não é uma dor de cabeça convencional, pois ela inibe a pessoa de executar tarefas do dia a dia. Os sintomas por vezes são tão fortes que necessitam de um repouso absoluto.

Principais causas

Como citamos anteriormente o fator genético contribui para passar o problema adiante. No entanto, existem outros fatores que podem servir como gatilho para a enxaqueca se manifestar. Muitos deles estão ligados a alimentação, temos o consumo de café, queijos, frutas muito cítricas e chocolates como alguns exemplos.

Alterações hormonais também podem ser um fator que contribui para crises mais constantes, assim como excesso ou falta de atividade física. Alguns outros fatores que podem causar a enxaqueca são:

  • Insônia constante ou poucas horas de sono
  • Estresse recorrente
  • Fumar
  • Cheiros de perfumes ou outros produtos

Diagnóstico e tratamentos

Após pelo menos três dos sintomas se manifestarem de forma frequente, é recomendado procurar um médico para obter o diagnóstico. Normalmente não existem exames que detectem a enxaqueca, com o problema sendo identificado através da avaliação médica dos sintomas e histórico da família.

Uma vez que o problema é identificado, o objetivo é reduzir a incidência das crises e aliviar os sintomas caso elas voltem a aparecer. Normalmente isso é feito através de analgésicos que combatem a dor de forma eficaz, no entanto, é necessário ter cuidado com a automedicação para que o uso repetido de tais remédios não agravem os sintomas.

Alguns pacientes podem apresentar uma certa resistência aos analgésicos comuns, nesses casos os médicos receitam drogas um pouco mais fortes e específicas para esse tipo de dor.

Além dos remédios para conter a dor, também são necessárias algumas mudanças no estilo de vida para evitar que a enxaqueca de manifeste com frequência. Praticar atividades físicas regularmente e ter horários definidos para dormir e acordar são hábitos que ajudam muito a reduzir o número de crises.

Promover mudanças na alimentação como cortar comidas que funcionam de gatilho para a dor e evitar passar longos períodos de tempo sem se alimentar também são grandes aliados para evitar a enxaqueca.

E se você deseja ter um acompanhamento completo e saudável, a melhor forma de fazer isso é consultando médicos especialistas. Para ter acesso a tais profissionais e a diversos outros benefícios na área da saúde, faça já seu plano de saúde.

Clicando no banner abaixo você fará uma simulação gratuita para descobrir qual plano combina mais com você e com seu bolso!

Simulação por WhatsApp

Receba tabelas de planos de saúde por WhatsApp