Bebê prematuro | Conheça os riscos e cuidados especiais

O nascimento de uma criança é uma das coisas mais incríveis e emocionantes que existe. Mas, muitos pais se preocupam com os riscos do nascimento de um bebê prematuro.

Hoje, a equipe do Plano de Saúde Populares preparou um artigo especial, que explica o que de fato é um bebê prematuro, quais os riscos que ele pode correr e algumas dicas para tentar evitar que isso aconteça, confira:

Veja também: Desfralde | Conheça dicas para realizar esse processo

Bebê prematuro 

Bebê prematuro em incubadora

O tempo padrão de uma gestação é de cerca de 40 semanas, também considerando-se normais as gestações que durem de 38 a 42 semanas.

Com isso em mente, as crianças que nascem antes da 37ª semana de gestação são consideradas como prematuras. Aquelas que nascem com 37 ou 38 semanas são chamadas de prematuro limítrofe, as que nascem entre a 31ª a 36ª semana são chamadas de moderado nascido e as que nascem entre a 24ª e 30ª semana são chamadas de prematuro extremo

Em relação ao peso, crianças que nascem com menos de 2kg apresentam baixo peso, as que têm menos de 1,5kg apresentam muito baixo peso e as com menos de um 1kg nascem com extremo baixo peso

O que causa o nascimento de um bebê prematuro

Alguns dos motivos para um parto prematuro são: 

  • Gravidez com mais de um bebê; 
  • Crianças que apresentam irregularidades durante a gestação; 
  • Grávidas com problemas uterinos ou no colo do útero; 
  • Grávidas com doenças crônicas; 
  • Problemas de funcionamento; 
  • Problemas com sangramento; 
  • Placenta danificada;

Principais características de um bebê prematuro 

  • Nasce com baixo preso;
  • Possui veias mais visíveis; 
  • Nasce com pouca gordura abaixo da pele; 
  • Possui poucos fios de cabelo;
  • Possuem orelhas mais finas e moles; 
  • Apresenta uma pele mais fina, brilhante e de cor rosada; 
  • A cabeça é bem maior que o restante do corpo; 
  • Apresenta uma musculatura mais frágil e se movimenta menos; 
  • Dificuldades para sugar e deglutir durante as mamadas; 
  • Menor interação com o que está ao redor; 

Prevenção 

Não há uma forma de se prevenir dos nascimentos prematuros, porém ter uma boa assistência durante o pré-natal e o tratamento adequado pode reduzir a possibilidade.

As gestantes que apresentam alto risco, condição crônica, ou aguda, precisam estar em alerta e sempre se consultando com o médico. Elas devem se manter bem nutridas, estar dentro do peso e não manter nenhum vício. 

Alimentação 

O bebê precisa muito do leite materno para se desenvolver, mas podem ter dificuldades em se alimentar diretamente do seio.

Se a mãe não consegue produzir uma quantidade suficiente de leite logo após o nascimento, o bebê prematuro pode receber leite doado de outras mães

Quando o bebê não consegue mamar 

Os bebês prematuros costumam ter dificuldade na hora de sugardeglutinar e respirar durante as mamadas. Nesses casos, a equipe do berçário da maternidade coloca uma sonda em sua barriga, nariz ou boca. Isso continua até que finalmente o bebê comece a se alimentar no peito da forma certa. 

Quando o bebê não consegue manter a pegada durante a mamada, é possível utilizar um extrator de leite. Isso vai estimular a produção de leite materno e impedir que ele seque

Também pode te interessar: Como as maternidades estão lidando com o coronavírus na hora do parto

Como vimos acima, os bebês exigem um cuidado e acompanhamento médico desde muito antes de nascerem, por isso, é importante contar com um plano de saúde que cubra atendimento pelos melhores profissionais e em hospitais de renome.

Faça agora mesmo uma cotação gratuita com a equipe do Plano de Saúde Populares e garanta a sua saúde e a de seu bebê!

Simulação por WhatsApp

Receba tabelas de planos de saúde por WhatsApp

Simulador Ligar