Parto Humanizado | Saiba o que é e veja diferenças entre o parto normal

A popularidade do parto humanizado cresceu muito nos últimos anos. Este procedimento tem como objetivo um nascimento mais natural possível e dá uma certa autonomia para a mãe durante o parto.

Essa técnica surgiu como uma solução para a chamada Medicalização do Parto, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), que vai contra intervenções e cirurgias indevidas, que às vezes até prejudicam a mãe e o bebê.

Afinal, o nascimento é um dos momentos mais importantes na vida um ser-humano, fazendo com o amor e a segurança sejam as prioridades.

Caso você tenha dúvidas sobre o procedimento, a equipe do Plano de Saúde Populares preparou um artigo com tudo o que você precisa saber sobre ele. Leia abaixo:

Veja também: Entenda o que é a Trombofilia na gravidez e seus tratamentos

Como o parto humanizado é feito

Bebê segurando o pé - parto humanizado

No parto humanizado, apesar de toda a polêmica ao seu redor, a maioria o aceita como sendo o parto em que as decisões de uma mulher são levadas a sério, muito mais do que em um parto convencional.

Nesse procedimento, a natureza é quem faz o trabalho duro, levando em consideração sempre a segurança e a saúde da mãe e a do bebê.

Este procedimento pode ser feito em uma cama, na água, em casa ou no hospital. Sempre com o acompanhamento médico, como acontece num parto comum. Contudo, pode haver uma parteira para acompanhar e auxiliar em todo o procedimento.

Embora no parto humanizado não ocorram muitas intervenções, para garantir que o bebê nasça da forma a mais natural possível, ter esses profissionais por perto é fundamental.

Entre as vantagens desse procedimento, está a rápida recuperação. Nesses casos, geralmente não há necessidade de anestesia, medicamentos e episiotomia.

Vale ressaltar que o pré-natal para acompanhar a mamãe e o bebê são fundamentais durante toda a gestação.

A diferença para o parto normal

O parto normal é por via vaginal e para acontecer, cada corpo irá responder ao trabalho de parto de uma maneira que é bem pessoal.

Algumas mulheres podem ter uma grande tolerância para a dor, fazendo com que o procedimento seja mais tranquilo para elas. Esse parto é dividido em 3 etapas, com a primeira sendo o momento do parto em si, em que as contrações vão aumentando cada vez até chegar à dilatação completa.

A segunda etapa, é a do momento da expulsão, em que toda a força da mulher deve ser colocada para que o bebê saia completamente do útero.

Por fim, a terceira etapa é a da saída da placenta, onde cada nova contração virá forte, para que a mãe também expulse a placenta. Todo o trabalho de força é único e varia para cada mulher.

No parto normal, a equipe do hospital incentiva a mulher a ficar deitada.

Uma das principais diferenças em relação ao parto tradicional, é que a mulher que poderá escolher em qual posição gostaria de ficar, sendo a mais confortável ou conveniente para ela.

O foco no parto humanizado é a família, com o protagonismo da mulher destacado e assegurando que todos estejam preparados para esse momento. A mulher pode ficar assistida por um familiar durante todo o trabalho de parto.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), humanizar o parto é um conjunto de condutas e de procedimentos que possam promover um parto e um nascimento mais saudável, por respeitar todo um processo natural, evitando que sejam feitas condutas desnecessárias ou que sejam de risco para a mãe e o bebê.

Agora que você já sabe a diferença entre os dois, já pode decidir a melhor opção para trazer seu bebê ao mundo.

Também pode te interessar: Saiba até quando acontecem as cólicas em bebês e como aliviá-las

As gestantes e os bebês exigem cuidados médicos redobrados. Faça agora mesmo uma cotação gratuita com a equipe do Plano de Saúde Populares e garanta atendimento por médicos renomados e nos melhores hospitais.

Simulação por WhatsApp

Receba tabelas de planos de saúde por WhatsApp

Simulador Ligar